sábado, junho 25

O poder é afrodisíaco (o meu em cash, por favor)


Otavio Leite, o Brad Pitt da política fluminense

A colunista Hildegard Angel não costuma poupar elogios à turma que ocupa o poder - seja de direita, de esquerda ou muito pelo contrário.

Neste sábado, descreveu o secretário da Educação de São Paulo, Gabriel Chalita, como "um líder jovem que impressiona por suas convicções e pelo bom trabalho que vem realizando para o governo Alckmin".

À governadora Rosinha, veja só, reservou o adjetivo elegante, antes de informar que ela e seu marido, aquele mesmo, estão "em clima de lua-de-mel".

"Ok, mas e a novidade?", inquieta-se o amigo leitor.

Bem, a novidade é que, desde a última terça-feira, a Maria Antonieta da crônica social passou a apelar para outro lado da vaidade dos nossos mandatários.

Segundo Hilde, o secretário municipal de Proteção aos Animais, Vitor Fasano, está "tão jovem que parecia ter feito plástica".

E o vice-prefeito Otavio Leite - tire as crianças da sala! - está "mais bonito e encorpado".