domingo, julho 31

Bob, eu te amo!


SÓ LOVE - O Tio Patinhas do Cosme Velho agradece

A nau do JB anda tão à deriva que o jornal não consegue manter opinião nem nos editoriais. O resistente leitor que enfrenta aquelas páginas cheias de letrinhas deve ter se espantado neste sábado, quando o Centenário trouxe às bancas um texto fartamente elogioso ao (ex) concorrente da Rua Irineu Marinho.

O editorial, com título VIDA PLENA, começa dizendo que "há 80 anos, Irineu Marinho fundou um jornal diferente", com "consciência de que a liberdade de imprensa não é apenas o direito de quem faz o jornal, mas dos que o lêem e merecem pleno acesso à verdade".

Para o Dr. Roberto, que "honrou esse legado", só palavras de amor. Segundo o Jota, o velho zelou por "sua atuante presença em todas as fases da história do país e do Rio de Janeiro" e "expandiu as atividades jornalísticas no setor do rádio e da televisão, colaborando para a unidade cultural da nação", assegurando "trabalho e vida digna a artistas, escritores, gráficos, redatores e administradores". ("Boa parte aguarda o pagamento indenizações trabalhistas do JB", protesta o rabugento Saldanha, que ainda espera o dele na nuvem ao lado).

O texto deve ter feito os herdeiros do Doutor se debulharem em lágrimas, sensibilizados com a mudança de tom. Em 9 de fevereiro do ano passado, os editorialistas do Jota (dizem que agora só resta um) punham fogo pelas ventas. No dia anterior, O Globo registrara, em suas páginas de economia, a penhora da marca JB por causa de dívidas trabalhistas ("Sempre essa gentinha", resmunga a Condessa).

Vale recordar algumas pérolas da réplica, publicada com o título IMPÉRIO EM DECOMPOSIÇÃO:

* O povo não gosta da Globo. Em matéria de credibilidade jornalística, a empresa sofre de anemia crônica.

* Publicações como o Jornal do Brasil resistiram com altivez aos senhores da noite, e sofreram as habituais agressões desferidas pelos donos do poder. Já O Globo cumpriu ordens obedientemente, às vezes com animação, e se tornou o jornal preferido do governo autoritário.

* "A Rede Globo mente vinte e quatro horas por dia", afirmou o atual presidente da República. A frase continha um erro: pausas impostas no meio da madrugada por trabalhos de manutenção impedem que a emissora funcione ininterruptamente.

* Impérios nascem e morrem. Mas só os derradeiros ocupantes do trono, com o drama já em seu epílogo, percebem que governavam, havia tempos, um universo em estado de decomposição. Sobram sinais de que a Globo percorre esse roteiro tristonho.

E então vem a metáfora definitiva:

* ENQUANTO OS VEÍCULOS DA EDITORA JB GANHAM MUSCULATURA, AS RAMIFICAÇÕES DA GLOBO SEGUEM DEFINHANDO.

O JB costumava se dizer "o jornal da inteligência brasileira". Nos últimos tempos, seu leitor tem ficado com cara de idiota.

6 Comments:

At 31 julho, 2005 01:15, Blogger Carlos Castello Branco said...

Depois de avaliar minhas laudas e cobrar mais produtividade aos colegas de Avenida, a Condessa deteve-se na foto do Doutor Roberto. Depois de uma discreta franzida na testa, suspirou:

- É, nunca fui mesmo com a cara daquele mulatinho.

 
At 31 julho, 2005 01:17, Anonymous Condessa said...

Repetiu "depois" no comentário, seu paraíba analfabeto!

 
At 31 julho, 2005 11:56, Anonymous Anônimo said...

Está confirmado! Bob está pagando vocês aí no céu, como antecipei nos comentários do último post. Mas eu, particularmente, acho ótimo! Melhor que morrer sem ver o dinheiro chegar... (ehr..., desculpem a brincadeira de mau gosto, é o JB, coloca a gente nessas situações constrangedoras).

 
At 01 agosto, 2005 15:41, Anonymous Anônimo said...

O editorial elogioso ao Globo foi em comemoração aos 80 anos do Jornal. O JB fez bem em elogiá-lo. Tratava-se de uma efeméride. O ano passado os editorialistas do JB foram agressivos com O Globo por causa de matéria especifica, escrita por um ex-funcionário do Jotinha, que hoje trabalha no Globo e se aproveitou do seu novo emprego para espinafrar seu antigo patrão.

 
At 02 agosto, 2005 01:52, Anonymous velhinha de taubaté said...

bem que eu estava estranhando a desconfiança do blog.

o editorial só podia mesmo ter sido um elogio natural, sincero e desinteressado.

santa ingenuidade, batman!

 
At 04 agosto, 2005 01:20, Anonymous EP said...

É impressão minha ou Bob tá fazendo um gesto esquisito com o dedo nessa foto?

 

Postar um comentário

<< Home